Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Poesia do Drible

"Um pouco mais de sol - eu era brasa, Um pouco mais de azul - eu era além. Para atingir, faltou-me um golpe d'asa... Se ao menos eu permanecesse aquém..." - excerto de "Quasi", de Mário de Sá Carneiro

"Um pouco mais de sol - eu era brasa, Um pouco mais de azul - eu era além. Para atingir, faltou-me um golpe d'asa... Se ao menos eu permanecesse aquém..." - excerto de "Quasi", de Mário de Sá Carneiro

A Poesia do Drible

07
Dez23

O que separa Gyokeres do Olimpo?


Pedro Azevedo

Na minha opinião, a única razão que explica o alheamento dos tubarões da Premier League em relação a Gyokeres é o seu fraco jogo de cabeça (visível, por exemplo, no segundo golo do Sporting face ao Gil). É isso que neste momento o separa de um Harry Kane ou de um Haaland, e talvez tenha sido essa lacuna no seu jogo, que o associa numa primeira leitura mais a transições do que a ataque continuado, que o afastou do radar dos grandes ingleses. A questão é se essa deficiência não pode ser corrigida. Eu penso que sim, porque o sueco tem envergadura suficiente para se afirmar no jogo aéreo. O que será necessário é um trabalho individualizado com ele, de forma a melhorar o seu posicionamento na área antes dos cruzamentos e técnica de cabeceamento. O desenvolvimento de jogadores é uma competência que nem sempre se vê no futebol profissional. Poucos treinadores a têm, pelo que geralmente esses aspectos são corrigidos (ou não) durante a formação, desenvolvendo-se o futebolista sénior apenas nos aspectos tácticos, físicos e mentais. Lazlo Boloni terá sido o último (Leonardo Jardim tinha um pouco disso, também) dos nossos treinadores com essa competênca específica, provavelmente devido à sua experiência nas camadas jovens adquirida em clubes franceses. O treinador principal tem tarefas multidisciplinares, mas o seu ênfase está mais na sistematização de um modelo de jogo e na análise dos adversários e preparação dos jogos. Mas o caso de Gyokeres merece uma atenção especial, não só pela influência enorme que já tem na equipa mas também porque a melhoria desse aspecto específico o poderá elevar para um nível estratosférico a nível europeu e não apenas nacional. Esse é o meu ponto: se corrigir a lacuna no jogo aéreo, Gyokeres poderá ser ainda melhor do que Kane ou Haaland. Quando é que o Sporting teve um ponta de lança com esse potencial? Bom, teremos de recuar ao tempo de Jardel ou de Yazalde, sendo que Jardel tinha lacunas técnicas no jogo com os pés que Gyokeres não tem e o afastaram dos grandes palcos. O Sporting tem aqui uma oportunidade única de ter um avançado que ganhe campeonatos, e não apenas jogos, precisando apenas de trabalhar o seu ponto fraco. Vamos a isso?

 

P.S. Sendo certo que o jogo leonino não pede muitos cruzamentos por alto, as bolas paradas serão sempre uma oportunidade para realçar a qualidade no jogo aéreo. 

 

P.S.2 Até agora, Gyokeres obteve de bola corrida 7 golos com o pé direito, 3 com o pé esquerdo e apenas 1 de cabeça, a que se somam 4 golos de penálti marcados com o pé direito.

gyokeres cabeça.jpg

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Facebook

Apoesiadodrible

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub