Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Poesia do Drible

"Um pouco mais de sol - eu era brasa, Um pouco mais de azul - eu era além. Para atingir, faltou-me um golpe d'asa... Se ao menos eu permanecesse aquém..." - excerto de "Quasi", de Mário de Sá Carneiro

"Um pouco mais de sol - eu era brasa, Um pouco mais de azul - eu era além. Para atingir, faltou-me um golpe d'asa... Se ao menos eu permanecesse aquém..." - excerto de "Quasi", de Mário de Sá Carneiro

A Poesia do Drible

24
Jun24

O melhor Onze


Pedro Azevedo

Estes dois jogos de Portugal no Euro ajudaram a clarificar quem são os jogadores indiscutíveis no nosso Onze e qual o melhor sistema táctico a apresentar. Na baliza e sector defensivo, Diogo Costa, Ruben Dias, Pepe e Nuno Mendes estão de pedra e cal. No miolo, a inclusão de Palhinha trouxe outra consistência defensiva e Bruno Fernandes tem uma dinâmica ofensiva de que a Selecção não pode abdicar. Na frente, Ronaldo e Bernardo não têm discussão. Pelo que há 3 lugares de titular em aberto, um por cada zona do terreno: lateral direito, "oito" e interior/extremo esquerdo. Cancelo é um lateral de forte propensão ofensiva, mas defensivamente comete erros de principiante, arriscando o desarme a meio do nosso meio-campo quando o mais prudente seria fazer contenção, ou estando frequentemente mal posicionado para o momento da perda de bola. Tanto Dalot como Nelson Semedo dão mais garantias defensivas, mas o senão é o défice no balanço atacante. Ponderando os prós e contras, Semedo talvez seja a solução mais equilibrada. No meio-campo, Vitinha tem vindo a ser a solução. Curiosamente, a sua influência parece ser maior no 3-4-3, sistema que não provou, do que no 4-3-3, que foi experimentado com sucesso e se ajusta melhor às características da maior parte dos jogadores. O problema de ter Vitinha no 4-3-3 é que ele se imiscui muitas vezes no início da construção, retirando margem a Palhinha na condução de bola. Ora, se há aspecto em que Palhinha cresceu bastante foi no passe raso entre-linhas. Porém, com Vitinha não temos 3 linhas no meio campo, a equipa joga mais em 4-2-3-1 do que num efectivo 4-3-3, o que torna a ligação com Bruno Fernandes mais difícil e arriscada, exactamente por ausência de um "middle man". Não está em causa a valia individual de Vitinha, mas, a meu ver, João Neves ou Matheus têm as características ideais para serem o elo de ligação entre Palhinha e Bruno, até pelo contraste que apresentam face a estes dois. Na frente, para mim, Jota é indiscutível. Não há ninguém tão equilibrado a atacar e defender, nem quem defina tão bem como o jogador do Liverpool. Leão traz repentismo mas define quase sempre mal e Félix vem mais para dentro, o que exige maior profundidade ao lateral (será mais jogador para o 3-4-3). 

1024 (1).jpg

Mais sobre mim

Facebook

Apoesiadodrible

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub