Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Poesia do Drible

"Um pouco mais de sol - eu era brasa, Um pouco mais de azul - eu era além. Para atingir, faltou-me um golpe d'asa... Se ao menos eu permanecesse aquém..." - excerto de "Quasi", de Mário de Sá Carneiro

"Um pouco mais de sol - eu era brasa, Um pouco mais de azul - eu era além. Para atingir, faltou-me um golpe d'asa... Se ao menos eu permanecesse aquém..." - excerto de "Quasi", de Mário de Sá Carneiro

A Poesia do Drible

23
Fev24

Antevisão a Vila do Conde


Pedro Azevedo

Esta malta que vai ao mar e enfrenta tempestades, enrijece de cada vez que chora o não regresso dos seus entes queridos. Gente assim pode vacilar, mas não quebra. Luta até ao fim, porque a vida como lhes foi ensinada é de luta constante. Vive para lutar e luta para viver. Por isso, não podemos encarar o jogo de Vila do Conde com tibiezas ou hesitações. Se o fizermos, eles lançam-nos as redes e vencem-nos pelo arrasto. Não se pode pensar em ir fazer uma peladinha, sob pena de no fim acabarmos nós pelados. De pêlos nas canelas. De pontos. Venha então o Sportingão que não faz gestão. O de Moreira ou de Vizela, o da Casa Pia, que não faz concessões. Caso contrário, estaremos a brincar com o fogo. Que por vezes arde sem se ver. Como o metanol, que queima. Também como o amor que esta gente nutre pela (sua) terra, apego que se explica por ser o único porto seguro de quem joga a vida diariamente no mar. 

sporting rio ave.webp

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Facebook

Apoesiadodrible

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub